Logo Blog de Viagens com Dicas e Roteiros

Todo aventureiro está sempre a procura de sonhos, do desconhecido, estar onde nunca esteve, e conosco não foi diferente. Sonhávamos realizar uma longa viagem, pegar a estrada, aproveitar ao máximo a paixão de pilotar nossas motocicletas, pois isto está no espírito de aventura de todo motociclista. Aqui descrevemos as dificuldades, os perigos, as emoções, os momentos mágicos indescritíveis e as belas lembranças sentidas nessa aventura, que começou no Oceano Atlântico e terminou no Pacífico, tendo a Cordilheira dos Andes e o Deserto do Atacama como destaque.

Na America do sul, um dos lugares mais inóspitos e mais cobiçados pelos motociclistas para grandes viagens é sem dúvida o Deserto de Atacama. Lá encontraremos paisagens exuberantes, como montanhas com picos nevados, lagos com águas verde-esmeralda, imensas salinas, e toda essa beleza atrai gente de todo o planeta. É possível encontrar motociclistas do mundo inteiro, inclusive nós brasileiros. Vivenciamos isso em 21 dias de muita aventura e fizemos esse post com 11 perguntas e respostas para dividir com vocês as dúvidas que tivemos antes da viagem…

Qualquer pessoa pode fazer uma viagem dessa, sozinho ou em grupo, basta ter vontade e planejamento. Sim, planejamento, essa é a palavra chave, foram nove meses planejando, tínhamos muitas duvidas, qual roteiro fazer, custo aproximado, documentação do carro e das motos, equipamentos obrigatórios, onde ficar, postos de combustíveis, etc. Achamos muita coisa na internet mais precisa peneirar, não adiantava ler artigos, pois as informações já poderiam estar obsoletas, então procuramos ler somente expedições que ocorreram a partir de 2016.

Pedalar uma bike é uma atividade divertida e que faz muito bem a saúde, agora pedalar num dos lugares mais belos e secos do mundo e a uma altitude de quase 2.400, onde a variação da temperatura pode chegar próximo aos 50ºC durante o dia e a temperaturas negativas à noite, trilhando por paisagens únicas emolduradas por lagoas, vulcões, cânions, desfiladeiros e montanhas, é uma aventura inesquecível.

A Laguna Cejar é um oásis de água situada no coração do deserto de sal, a uma altitude de 2.600 metros acima do nível do mar, distante a aproximadamente 20 quilômetros da vila de San Pedro de Atacama, sendo um dos passeios mais procurados pelos turistas na região do Atacama que a procuram para um único motivo, um banho em suas águas que possui uma concentração de sal e lítio tão alta, muito parecida com o Mar Morto em Israel, onde praticamente é impossível afundar.

O Vale da Lua, declarado Santuário da Natureza, é um dos cartões postais mais visitados do Deserto do Atacama, está localizado na Cordilheira de Sal a aproximadamente 15 km do povoado de San Pedro de Atacama. Esta região com formações rochosas milenares, fazia parte do Oceano Pacífico e com os movimentos geológicos na região, surgiu a cordilheira dos Andes, ficando suas águas represadas formando assim imensos lagos de águas salgadas que foram evaporando lentamente pelo calor do sol.

Fizemos este tour na parte da manhã, praticamente todas agências realizam este passeio, e partimos em uma van em direção ao deserto. A estrada em sua grande parte é muito boa, apesar de ser de terra. E no caminho é possível encontrar alguns representantes da fauna andina, como a raposinha do deserto. Paramos antes em um local que faz parte do trekking Guatin, onde atravessamos um riacho, formado por outros dois, um de água fria, vinda de degelo das montanhas e outro de água quente, proveniente de uma fonte termal.

Os Gêiseres del Tatio são uma das maiores atrações do Deserto do Atacama, no Chile. São cerca de 80 gêiseres em todo complexo, sendo assim o maior campo geotermal do hemisfério sul e terceiro maior do mundo, porém nem toda a área é aberta à visitação por questões de segurança. Está localizado a cerca de 90 quilômetros ao norte de San Pedro de Atacama e é também um dos campos termais mais altos do mundo, situado a mais de 4300 metros de altitude, na Cordilheira dos Andes.

Um dos principais cartões-postais do Atacama, as lagunas Miscanti e Miñiques, estão localizadas no altiplano da região de Antofagasta, distante cerca de 110 km de San Pedro de Atacama e a 4.000 de altitude. A beleza do lugar é dada por essas duas belas lagoas cercadas por altos cumes com vista espetacular sobre o Salar de Atacama, é um circuito que os turistas não devem perder. Este setor é parte da Reserva Nacional Los Flamencos e é gerido pela comunidade indígena de Socaire em associação com a National Forest Corporation.

Por que viajar para o Atacama? É quente e poeirento de dia e congelante à noite, é o deserto mais alto do planeta onde raramente chove, é árido, é inóspito, é longe de tudo. Mas então, por que tanta gente vai para lá? Porque é mágico, inesperado, atraente, com contraste que somente o Atacama possui. É possível encontrar rios de águas congelantes proveniente do degelo nas montanha e outros de águas termais aquecidas por campos subterrâneos de lava…