Logo Blog de Viagens com Dicas e Roteiros

O maciço das Prateleiras está localizado no planalto do Parque Nacional de Itatiaia, numa região com vegetação de Campos de Altitude, sendo formado por um belo conjunto de imponentes blocos de pedra enfileirados. Do seu cume que fica a 2.539 metros de altitude, é possível avistar todo o Vale do Paraíba. Foi nesse cenário que começamos nosso último dia em Itatiaia, que culminou com um alucinante rapel de 60 metros […]

Com quase 2.792 metros de altitude, o Pico das Agulhas Negras é o ponto culminante do estado do Rio de Janeiro e o quinto mais alto do Brasil. Esta linda montanha está localizada na Serra da Mantiqueira no planalto de Itatiaia, e faz parte do Parque Nacional de Itatiaia. O trekking ao seu cume é um dos mais concorridos do parque, mais é imprescindível a presença de um guia que conheça a área e tenha conhecimento em técnica de montanhismo.

O Parque Nacional de Itatiaia,foi criado em junho de 1937, sendo o primeiro Parque Nacional do Brasil. Com mais de 30 mil hectares, está situado na Serra da Mantiqueira, abrangendo os municípios de Itatiaia e Resende no Estado do Rio de Janeiro e Bocaina de Minas e Itamonte no Estado de Minas Gerais, chegando até a divisa com São Paulo. Esta Unidade apresenta um relevo caracterizado por montanhas e elevações rochosas, com altitude variando de 600 a 2.791 metros, no seu ponto culminante, o Pico das Agulhas Negras.

O inverno carioca proporciona dias perfeitos para quem gosta de fazer trilhas, os dias costumam ser ensolarado com temperaturas amenas e céu completamente azul. A cidade, espremida entre o mar e a montanha, com uma floresta urbana única no mundo, oferece lugares espetaculares sem precisar de grandes deslocamentos. Para ajudá-lo, selecionamos dez trilhas com visuais mais incríveis da Cidade Maravilhosa […]

 

O Circuito das Águas no Parque Estadual de Ibitipoca possui a forma de U, sendo considerado leve, e o mais popular entre os visitantes, porque não é necessário muito esforço físico para conhecê-lo, já que não possui tantas subidas e tem muitas atrações. Possui uma distância a ser percorrida de aproximadamente 6 km (ida e volta) entre 3 a 4 horas com muita exposição ao sol.

Depois de 6 anos voltamos a Chapada Diamantina, desta vez para fazer um dos trekkings mais bonitos do Brasil, o Trekking do Vale do Pati. Além disso voltamos a lugares espetaculares que estivemos na nossa última vez, como a Cachoeira da Fumaça, Cachoeira do Buracão e o Poço Azul. Foram onze dias de muita aventura em companhia de uma galera muito especial. Veja agora o nosso Roteiro completo.

A Cachoeira do Buracão, é uma das mais lindas do Brasil e uma das mais visitadas de toda Chapada Diamantina. Com 90 metros de queda e um canyon sinuoso não encontrado em nenhum outro lugar do mundo, define sua magnífica beleza. Para chegar até este paraíso pecorremos de carro aproximadamente 100km a partir de Mucugê.

Continuando nossa aventura pela Chapada Diamantina, chegou a vez da mais aguardada e também a mais difícil de todas, o Trekking no Vale do Pati, considerado por muitos o mais bonito do Brasil. Foram cinco dias de muita ralação, mas em total harmonia com a natureza, sem telefone, sem internet, sem barulho de carro, sem poluição, cruzando rios e Cachoeiras, subindo serras e explorando grutas, sempre cercado de paisagens espetaculares. Veja o relato escrito pelo meu parceiro de Blog Valdir Neves.

A Cachoeira da Fumaça está localizada dentro do Parque Nacional da Chapada Diamantina, entre os municípios de Lençóis e Palmeiras no estado da Bahia. Possui esse nome porque na época de estiagem, quando apresenta pouca água, a sua queda de grande altura, aproximadamente 380 metros, evapora-se, apresentando uma névoa formada pela ação do vento, trazendo a água de volta antes de chegar ao chão, proporcionando um lindo espetáculo a todos.

É uma linda travessia, moderada, em grande parte realizada em terreno plano, caminhando nos campos gerais do Morrão, com um pequeno declive no meio do trajeto, onde é necessário cruzar um rio, porém é uma trilha longa. Durante todo percurso ficamos bastante expostos ao sol, o astro-rei não deu moleza, mas em compensação desfrutamos de belos visuais do Pai Inácio, da Serra dos Cristais, do Sobradinho, Morro do Camelo, e das serra da Cravada e do Mucugezinho.