Logo Blog de Viagens com Dicas e Roteiros

São Miguel dos Milagres em Alagoas

Costa dos Corais - Trecho 4: De Maragogi à Maceió

Costacorais_menu

São Miguel dos Milagres

DSC_0173_e

O percurso entre Maragogi e Saõ Miguel dos Milagres é um dos trechos mais bonitos da viagem, passando por Boqueirão e Japaratinga, num trajeto de cerca de uma hora, repleto de belíssimas praias praticamente desertas e cercadas por plantações de coqueiros (onde, na maré baixa, dá para avançar centenas de metros com a água pelo joelho). Apesar do caminho entre São Miguel dos Milagres e Maragogi ser feito em cerca de uma hora, vale a pena reservar pelo menos a metade do dia para passear pelas praias nas pequenas vilas de pescadores que cercam a estrada. Aproveite para almoçar numa das vilas por ali mesmo, onde qualquer morador sabe indicar um restaurante bom e barato que sirva uma suculenta peixada, especialidade local.

Pegamos Al 101, sentido Maceió e aproximadamente 11 Km depois entramos em Japaratinga, e seguimos rumo ao Pontal do Boqueirão para pegar uma balsa, antes paramos na Barreiras do Boqueirão para fotografar de um mirante a praia lá embaixo. Atravessamos o rio Mangaba e chegamos a cidade de Porto das Pedras, seguimos em frente pela Al-435 e antes de chegar em São Miguel dos Milagres, entramos para a Praia do Patacho e seguimos uma estradinha de terra que permeia os coqueirais até chegarmos a orla de uma praia deserta e paradisíaca, simplesmente divinal. Chegamos com maré baixa, e quando isto ocorre uma larga faixa de areia aparece e se torna ideal para caminhadas. É possível caminhar “horrores” mar adentro, com águas na altura dos joelhos, proporcionando excelentes banhos nas várias piscinas naturais formadas, garantindo muita diversão para adultos e crianças.

CSC_0234_e

A Praia do patacho situada a 10 km do município de Porto de Pedras, é uma das mais bonitas do Nordeste. Considerada um dos recantos da cidade, essa bela praia é uma das melhores opções para os que buscam tranquilidade e uma bela paisagem para admirar. De grande litoral e uma boa faixa de areia dourada e batida, o mar é calmo, de águas limpas e claras, ideal para um delicioso mergulho. Cercada por belos coqueiros, essa praia não conta com infra-estrutura, sendo considerada uma praia cinco estrelas, segundo o Guia Quatro Rodas.

P1040536_e

Continuando, chegamos a São Miguel dos Milagres com sua praia de águas cristalinas, que permite que visitantes pratiquem mergulho e possam ver os peixes. A praia Porto da Rua é outra boa opção, onde os turistas podem relaxar e tomar um refrescante banho de mar. Novamente na estrada saímos do litoral e seguimos em direção a Passo de Camaragipe e neste trecho pegamos uma estrada de barro vermelho contendo em ambos os lados um grande canavial, chegando em certos momentos a pensar que estávamos perdidos, devido a tantas derivações de ruas no meio do nada. Felizmente depois de quase 30 minutos chegamos a civilização em Barra de Santo Antonio, precisamente numa parte bem pobre da Ilha de Croa, como chegamos em uma ilha ninguém sabe. Ao voltarmos ao continente através de uma ponte, almoçamos e seguimos para a pousada em Paripueira. O restante da tarde serviu para um descanso na pousada e conhecer a praia local.
Voltamos na manhã seguinte a Barra de Santo Antonio para conhecer a Praia de Tabuba, um dos destinos mais procurados da cidade. Uma bela praia que com seus coqueiros e areias douradas, juntamente com as barreiras de recifes e faixas de corais que formam as piscinas naturais quando a maré está baixa, apresentam um bonito cenário para os visitantes. Lindo também é encontro do Rio Tabuba com o mar. Praia de Sonho Verde foi a próxima parada, praia de mediana extensão, mar calmo, águas claras e limpas, que mais parece uma piscina com diversos coqueiros inclinados que fazem boas sombras nas áreas finas e douradas e várias casas de veraneio.

Maceió

CSC_0221_e

Chegamos no hotel em Maceió próximo das 12:00h. Após o almoço passeamos o restante da tarde na praia de Jatiúca e a noite fomos ao Pavilhão do Artesanato de Maceió, no bairro da Levada, que pratica preços extremamente convidativos, onde compramos muitas lembranças.

Praia do Francês
Praia do Francês

Saímos cedo no dia seguinte pela AL-101, uma boa estrada que liga Maceió a bela Barra de São Miguel para conhecer esta pequena e bonita cidade, A praia do Niquim que fica na parte central da cidade é bastante freqüentada pelos locais. Com ondas fortes na maré alta e com piscinas naturais na baixa, incentiva à prática da pesca, do mergulho e do surf. Depois voltando, seguimos para a famosa praia do Francês no município de Marechal Deodoro, cidade histórica que já foi capital do Estado. Ficamos em um daqueles muitos guarda-sóis com cadeiras que infestam a areia, beliscando alguns petiscos e saboreando aquela cerveja gelada ou água de coco. A praia é muito bonita e conta com ótima infra-estrutura de restaurantes a beira-mar.

Novamente em Maceió, após o almoço resolvemos ficar à toa, andar pela orla urbana da cidade. Começamos a caminhada pelo calçadão em Pajuçara, passando por Ponta Verde e terminando nas proximidades do hotel em Jatiúca. As praias urbanas de Maceió são bem movimentadas, pois a orla possui vários bares e restaurantes, além é claro de uma bonita ciclovia. É comum ver famílias passeando e pessoas andando de bicicleta. Caminhar sem compromisso de horário por ali curtindo o belo visual do mar com suas águas com tonalidade ora azul ou ora verde emoldurada por coqueiros é uma delícia. Ponta Verde é mais residencial do que Pajuçara e Jatiúca. É de Pajuçara que partem as jangadas para os passeios as piscinas naturais e também é ali que se encontra as feirinhas e o Pavilhão do Artesanato. À noite jantamos no bonito e bom Bodega do Sertão e no dia seguinte nos despedimos da Costa dos Corais.

Considerações finais

A Costa dos Corais ou Costa Dourada Nordestina é um dos trechos mais badalados do mapa turístico brasileiro. São quase 300Km entre Maceió e Recife, passando por lugares como Maragogi e Porto de Galinhas. Os mais extensos e preservados recifes de corais do país ficam em uma APA (Área de Proteção Ambiental) que começa ao norte de Maceió e vai até a cidade de Rio Formoso, no sul de Pernambuco. São 135 km de praias, piscinas naturais e mangues, habitat do peixe-boi marinho que está ameaçado de extinção. Um ótimo local para conhecer os recifes é a cidade de Maragogi, cerca de 130 km ao norte de Maceió, de onde é possível fazer passeios de barco até as galés, piscinas naturais de água esverdeada e fundo esbranquiçado nas áreas não tomadas pelos corais. Nesta cidade a natureza convida a viver aventuras e a praticar atividades de Ecoturismo, como uma caminhada na praia, e convida também a relaxar à sombra de uma árvore, numa rede, com muita água de coco. Sem sombra de dúvidas quem vai para Maragogi e não visita as piscinas naturais estará perdendo um belíssimo passeio.

A Singular São Miguel dos Milagres em Alagoas, caracterizada por apresentar um povoado simples de pescador, o qual dorme em águas mansas ao som do balançar dos coqueiros, parece ter finalmente despertado para a atividade turística. Possui praias quase desertas e coqueirais que parece não ter fim. É um dos poucos lugares do Estado onde as características sociais e naturais seguem inalteradas.

Existem praias em Pernambuco que tem lugar cativo na lista das mais bonitas do país e até do mundo. E a praia dos Carneiros é um bom exemplo disso, sendo parada obrigatória para quem estiver perambulando pelo litoral de Pernambuco. Ir a Tamandaré e caminhar praticamente solitário por quilômetros numa areia branca, ornada por imensas plantações de coqueiros, deixando apenas a marca de cada passo seu na areia e saber que nesse lugar você também deixará saudade nas ondas que apagarão suas pegadas e ter a certeza de que sua presença ali fez a diferença, e que ela seja altamente positiva e que ainda você possa recomendar esse paraíso a pessoas que estejam dispostas a contemplar a grandiosidade da Mãe Natureza desse lugar. Não tem preço.

Descobrimos também cenários emoldurados por vastos coqueirais, que por causa dos ventos fortes e constantes os inclinaram, quase “beijando” o mar. O mar esverdeado, com águas mornas e cristalinas que nos convidavam a um banho relaxante, como linda Praia do Patacho, um paraíso, que por enquanto está preservado e quase intocado. Sendo que o sossego e tranqüilidade que transbordam nessa praia que é uma das mais bonita da rota ecológica, e porque não dizer também da “Costa dos Corais”.

Percorremos de São Miguel dos Milagres a Barra de Santo Antonio estradas de barro periféricas tendo como principal atração plantações de cana e estradinhas que apareciam do nada e levavam a lugar nenhum, transformando nosso passeio neste trecho numa autêntica aventura off-road com muita adrenalina.

Não conhecemos a Praia de Carro-quebrado, pois o nome já mete medo, hehehehehe, Ilha de Crôa e outras praias por falta de tempo. Porém com certeza as conheceremos em outra oportunidade.

Passamos 12 dias nesse verdadeiro paraíso, pegando estradas de terra, visitando praias quase desconhecidas e descobrindo histórias como a de Porto de Galinhas, onde as imagens de galinhas que ficam espalhadas pela cidade (tem galinha turista, baiana e de biquíni) são feitas por artesãos locais usando apenas a raiz do coqueiro. Visitamos pequenos povoados que colorem e movimentam a paisagem com suas casas rústicas, lojas de artesanato e a simpatia de seus moradores conversando sentados em ruas e pracinhas. Compartilhamos por um determinado tempo com o ritmo de vida desse povo simples que vive a beira-mar, onde se pode respirar ar puro todos os dias, acordar e dormir cedo, e viver do mar e da terra. Conhecemos praias de todas as tribos nessa terra divina, onde há vários pedaços de paraíso, pedaços azuis ou verdes, pedaços quentes e refrescantes, pedaços agitados e aconchegantes e pedaços de aventura, enfim há pedaços para todos os gostos e esses pedaços muitos chamam de praias.
Observamos que o crescimento turístico em determinadas áreas ocasiona problemas e desequilíbrios que afetam o meio ambiente, que é o principal atrativo que motiva a visita dos turistas. Determinadas ações podem colaborar com a manutenção do ecossistema, como melhores condições de saneamento básico, sobretudo destinação adequada do lixo produzido, abastecimento de água e tratamento de esgoto.

Agradecemos também os velhos e aos mais novos “Perambulandos”, amigos estes que durante toda a viagem estiveram sempre de bom humor, mesmo em algum momento crítico, se é que houve. Valeu amigos vocês foram demais.

Texto: Valdir Neves

Veja as Fotos

Veja o Vídeo: Costa dos Corais 2013

Costa dos Corais – PE/AL – Brasil from Tô Perambulando on Vimeo.

Dicas Costa dos Corais

Paripueira

Onde Ficar
  • Pousada dos Cajueiros

    (82) 3293 1615 e 8838 6128

Maceió

Onde Ficar
  • Saint Patrick Praia Hotel

    Av. Julio Marques Luz, 186

Onde Comer
  • Bodega do Sertão

    Av. Julio Marques Luz 62, Jatiúca. Tel. (82) 3327-4446.

    Um restaurante a quilo arretadíssimo. No bufê, o restaurante serve comida nordestina a quilo aquecida a lenha. Aos domingos, abre аs 6h30m para café da manhã.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *