Logo Blog de Viagens com Dicas e Roteiros

El Calafate na Patagônia Argentina

A cidade dos Glaciares e da geleira Perito Moreno

Patagonia_Argentina

El Calafate
El Calafate

El Calafate, conhecida como a capital nacional das geleiras, é uma pequena cidade localizada na província de Santa Cruz, Argentina, próxima a fronteira com o Chile. Em franco desenvolvimento turístico, oferece boa estrutura hoteleira, um aeroporto pequenino, mas moderno e ótimas opções de turismo. Seu clima é frio, com média anual de sete graus, temperaturas máximas por volta dos treze graus e mínimas por volta dos dez abaixo de zero. É lá que está a maior geleira em extensão do mundo: O perito Moreno.

Ao desembarcarmos no aeroporto de El Calafate, fomos recebidos pelo pessoal da Huellas del Sur, operadora que nos levou para o nosso Hotel e também por um forte vento gelado vindo do lago Argentino. A paisagem era bem diferente da que encontramos em Ushuaia, lá a predominância das montanhas e bosques, aqui por ter o clima frio e seco, a predominância de planícies com vegetação rasteira, esparsa e ressecada, típica de deserto. Como em Ushuaia, El Calafate também tem a sua rua do agito, a Av Libertador, onde se concentra bares, restaurantes, lojas de artesanatos e um montão de agências de turismo. No caminho para o hotel, já fechamos com a operadora para fazer no dia seguinte a navegação por todos os Glaciares e no outro o tão esperado trekking no Perito Moreno.

Navegação por todos os Glaciares: Upsala, Spegazzini e Ornelli

IMG_7157

As 8:00h em ponto, a Van passou no hotel para nos pegar. Seguimos por 45 minutos até um porto em um lugarejo chamado Punta Bandeira, lá nos esperava um imenso catamarã, que nos levaria para navegar o dia inteiro, ao lado dos Icebergs pelo Lago Argentino até as imensas Geleiras.

Começamos a navegar pelo braço norte do lago em direção ao Glaciar Upsala. Com quase 500 quilômetros quadrados, e paredes que chegam aos 80 metros de altura, é o de maior superfície dentro do gelo continental patagônico. Com pouco tempo de navegação já era possível avistar alguns icebergs. Ao longe e pequeninos já chamava a atenção das pessoas a bordo, que corriam para o lado de fora do catamarã, nas varandas, “armadas” com suas câmeras fotográficas, para poder registrar o momento. No trajeto o comandante da embarcação avisou pelo alto-falante que devido a imensa quantidade de gelo não seria possível fazer a aproximação ao Glaciar Upsala nem desembarcar na Baía Onelli, mas que em compensação nos levaria até o canal de los Tempanos de onde se vê a face norte do Glaciar Perito Moreno.

Seguimos então navegando em direção ao Glaciar Spegazzini, que é o que tem a maior parede, entre 80 e 135m sobre o lago. No trajeto pudemos ver outros pequenos glaciares, várias cachoeiras formadas pelo degelo nas montanhas e até um Condor, que descansava entre as rochas de um paredão na margem do lago. Na chegada ao Spegazzine, o Catamarã diminuiu a velocidade e aproximou-se da imensa parede de gelo, não muito perto, que é perigoso, mas a uma distancia suficiente para podemos apreciara o majestoso glaciar. Com cores que variavam do branco ao azul escuro e formas esculpidas ao longo do tempo, contrastava com as montanhas escuras ao fundo. Um espetáculo! De repente ouve-se um estrondo e um pedaço do gelo cai na água proporcionando um espetáculo único a quem estava no barco.

DSC01616

Depois de navegar de uma ponta a outra do Spegazzine, seguimos para o nosso último Glaciar, o lado norte do Perito Moreno, um presente do comandante, por não ter conseguido nos levar até o Glaciar Upsula. No caminho cruzamos com imensos icebergs de cores e formas diferentes, e em cada um deles, o catamarã chegava bem perto, quase podendo tocá-los com as mãos. O Perito Moreno é a terceira maior geleira da Argentina, mas é a mais famosa, por ser de fácil acesso e por causa das grandes rupturas que acontecem de tempos em tempos. Navegamos de um extremo ao outro do glaciar, bem devagar para apreciar a fantástica parede de 80 metros de altura. O lago de águas esverdeadas, os icebergs de coloração azulada, as montanhas escuras com gelo no cume e a beleza do Perito Moreno, formavam um cenário surreal e inesquecível. Realmente foi um dia incrível.

O Mini Trekking no Glaciar Perito Moreno

IMG_7269

O passeio mais esperado da viagem estava para acontecer e teria como palco um dos lugares mais fantásticos do planeta: O glaciar Perito Moreno, declarado patrimônio natural da humanidade pela Unesco desde 1981. As geleiras ou glaciar é uma grande e espessa massa de gelo formada em camadas sucessivas de neve compactada e cristalizada de várias épocas, em regiões onde a acumulação de neve é maior que o degelo. Movimenta-se lentamente relevo abaixo, por isso o formato de uma “língua”. O glaciar Perito Moreno, localizado a 80 km de El calafate, na Patagônia argentina, é um dos glaciares que formam o Parque Nacional “Los Glaciares”, cuja extensão é de 278 km2 e é considerado uma das reservas de água potável mais importante do planeta. Sua frente tem 5 km de largura e 60 metros de altura e segundo os nossos guias, é o único que continua estável, os outros estão diminuindo de tamanho por causa do aquecimento global. O Perito Moreno cresce cerca de três metros por dia por causa do acúmulo de neve e diminui outros três por causa do derretimento do gelo.

As 08h30min a Van nos pegou em El Calafate e seguimos por 80 km até ao acesso ao Parque. A viagem surpreende pela beleza indescritível da paisagem. A nossa primeira parada foi às escadarias e passarelas espalhadas pelo parque, que permitem uma visão da geleira de diversos ângulos e distancia, com total segurança. O cuidado pela preservação da beleza do lugar está a cargo dos guarda-parques, que se encarregam também de prestar informações. É impressionante estar bem perto da imensa parede e ouvir o estrondo causado pela rachadura e desprendimento de imensos pedaços de gelo causado pelo movimento constante da geleira. O glaciar parece estar vivo! É um espetáculo único! Uma demonstração de poder da natureza.

IMG_7311

O Esse passeio pode ser feito separadamente, sem o mini trekking, e é consequentemente mais barato. Há também outro passeio que pode ser feito na geleira, é o Big Ice, uma caminhada mais longa, com duração de 6 a 7 horas que vai até o centro da geleira, esta sim necessita de um bom preparo físico e disposição para fazer. Quando estivemos lá, em janeiro, por causa da instabilidade do tempo, este passeio estava suspenso por motivo de segurança.
Das passarelas seguimos até um cais próximo para de barco atravessar para a outra margem do Lago Argentino, onde um guia de montanha nos aguardava. Com ele seguimos até um pequeno abrigo, onde deixamos as mochilas e coisas desnecessárias à caminhada. Também quem não estava com luvas, recebeu um par emprestado pelos guias, porque o gelo é muito cortante e o uso desse equipamento é obrigatório. Portanto, não esqueça de levar o seu. Em seguida tivemos uma pequena palestra, ao ar livre, com vista para o glaciar, para explicar os cuidados básicos que se deve tomar no passeio e também sobre a formação do glaciar. Nessa palestra ficamos sabendo que apesar de o Perito Moreno existir há uns 30 mil anos, o gelo no qual íamos andar tem apenas aproximadamente 300 anos, pois o gelo que se forma lá no início com a neve, leva aproximadamente esse tempo para derreter ao cair na parede frontal.

Mini Trekking no Glaciar Perito Moreno
Mini Trekking no Glaciar Perito Moreno

As pessoas foram divididas em grupo de 20, e cada grupo acompanhado por dois guias, seguiu até um local onde a geleira é estável e sem risco de desabamentos. Lá calçamos os crampons sobre as botas, equipamento necessário para caminhar no gelo, recebemos as últimas instruções dos nossos guias e iniciamos o trekking. No inicio um pouco desajeitado, mas não demora muito e nos acostumamos com o jeito de andar. É uma aventura única caminhar por sobre esta massa gelada, apesar dos chuviscos e do vento gelado que não nos deu sossego por toda a caminhada. A trilha leva cerca de 1 hora e meia para percorre-la e ocorre em um ritmo bem tranquilo, sempre acompanhado de perto pelos nossos atenciosos e simpáticos guias. Seguimos em fila indiana, subindo e descemos montanhas de gelo, parando para fotografar e receber explicações sobre a geleira. Durante o passeio pode-se observar pequenos riachos, caverna de gelo de cores variadas, profundas gretas e pequenas paredes geladas que podem ser escaladas. Qualquer pessoa que tenha um pouco de disposição pode fazer o mini trekking, entre as do nosso grupo tinha um garoto de 10 anos e uma senhora de 65, portanto é um passeio bem democrático. No final do trekking uma surpresa: No meio da geleira os guias colocaram uma mesa com alfajores, uma garrafa de whisky e vários copos. Com sua machadinha retirou um pedaço de gelo dali mesmo e bebemos para comemorar o fim do trekking, whisky com gelo de 300 anos, um grande final para a nossa primeira aventura pela Patagônia.

Texto: Herbert Terra

Veja as Fotos

Dicas para quem vai a El Calafate

Apart Hotel Linda Vista

Av.Agostini, 71 – El Calafate – Argentina

www.lindavistahotel.com.ar

Outro excelente hotel, possui chalés com cozinha completa e fica pertinho do centro.

Tolkeyen Patagonia Turismo – Operadora de Turismo

Gobernador Moyano, 1050

www.tolkeyenpatagonia.com

Huellas del Sur – Turismo & Aventura – Operadora de Turismo

7 de diciembre, 29

www.huellasdelsur.com.ar

Não deixe de ir

Mini trekking no Perito Moreno

Duração : Dia inteiro

Preço : $455,00 + $75,00 (Entrada no parque Nacional Los Graciares)

O que levar : Luvas (É proibido fazer o Mini trekking sem elas), óculos de sol e protetor solar.

Quem leva : A operadora Hielo y Aventura é a única que tem permissão para fazer esse passeio.

Imperdível!! É uma sensação indescritível poder caminhar por cima daquele gelo de 200 anos.

Navegação pelos Lagos Argentinos

Duração : Dia inteiro

Preço : $355,00 + $75,00 (Entrada no parque Nacional Los Graciares)

O que levar : Lanche, os preços no Catamarã são muito caros.

Quem leva : Várias operadoras fazem o passeio, vale a pena pesquisar.

Outro passeio imperdível. Navegar entre aqueles imensos blocos de gelo e poder até tocá-los é sensacional. Os catamarãs que fazem os passeios são muito confortáveis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Oi tudo bem,

    Estou precisando de ajuda para planejar uma viagem familiar para a Patagônia. Gostei muito do seu site. Nunca viajamos para exterior e vou fazer 25 anos de casamento em Janeiro de 2016. Gostaria de planejar uma viagem a partir de 25 de dezembro de 2015. Somos uma família de 05 pessoas, minha filha mais nova tem 06 anos. Eu gostaria de ficar lá duas semanas sem gastar muito. Mas eu não sei quando começar ver as passagens (para comprar mais em conta), quantos dias ficar em cada cidade, como fazer as conexões, como reservar os passeios com antecedência e se é possível ficar alguns dias em Buenos Aires, você poderia me ajudar me enviando alguns detalhes?

    Desde já, obrigada!

  2. Obrigada por compartilhar com tamanha riqueza de detalhes sobre essa emocionante viagem! Foi como se eu estivesse viajando junto. Essas informações serão extremamente úteis, pois estamos indo para Ushuaia e El Calafate na próxima sexta.

  3. Oi Silvia.

    Você pode adquirir os pacotes lá mesmo, a única observação é em El Calafate, se for fazer o mini trekking você deve providenciar com dois dias de antencedência, isso porque o número de pessoas é limitado e a procura é muito grande.

    Herbert Terra

  4. Boa tarde, parabéns Estou indo em agosto, sem agência, eu escolhi os hostel e roteiros, só me resta uma dúvida! Devo adquirir os pacotes com as oeradora aqui no Brasil pela net, ou posso fazer por lá mesmo, esquisando agências, eu corro o risco de esgotamento? Obrigada

  5. Oi Diego, obrigado.

    Bom, o minitrekking inclui as passarelas. Funciona assim, a Van pega você no hotel e leva até o parque. No caminho você saberá se fara as passarelas ou o minitrekking primeiro, vai depender do que a operadora reservou. Se a passarela for primeiro, a van deixa você e marca um horário para pegá-lo para levá=lo ao minitrekking.

    Abraço, Herbert Terra

  6. Adorei seu texto! Excelente, dá vontade de ir amanhã. Deixa eu te fazer uma pergunta, não ficou claro para mim se é possível fazer o minitrekking e o próprio parque num mesmo dia. como funciona o esquema ? Sei que o big ice deve exigir um dia inteiro, mas o minitrekking ….

  7. Olá Herbert Terra, obrigado pelas dicas e ainda sobre esse assunto te pergunto:

    Esse tipo de jaqueta impermeável 3 em 1 que pode separar o fleece + uma segunda pele já é suficiente ou entre os dois é bom mais alguma coisa ?

    Comprei uma bota impermeável…vc acha que exagerei ?

    Obrigado…Edson.

  8. Edson, você estará indo no inverno, as temperaturas são baixa, meias de lã, camisetas térmicas (2ª pele), casaco tipo Freece, anorake, luvas e gorro, são aconselháveis. Quanto as temperaturas, costumo acessar o Clima tempo ou o Weather Channel pouco antes do inicio da viagem para ver o tempo nas cidades que vou visitar.

  9. Olá Herbert Terra, obrigado pela dica…é claro que a gente não controla o clima, também acho que agosto seria melhor porque se a neve nada mais é do que a chuva congelada, então se começa nevar em junho obviamente chove mais…Vc não acha ?. Aproveitando da sua bondade, + ou – qual seria a temperatura no começo de agosto e o que vc usaria para esse frio desde os pés até a cabeça, fora as roupas para a pratica de esportes ?

    Muito obrigado…Edson.

  10. Olá pessoal, a Navegação por todos os Glaciares também inclui o Glaciar Perito Moreno, ou tenho que fazer separado ?. Quanto tempo demora ?. Qual o minimo de dias que tenho que ficar em El Calafate pra fazer somente a navegação e conhecer o glaciar Perito Moreno? Obrigado…Edson.

  11. Oi Larissa! Bom vamos as suas perguntas. A Patagônia Argentina é muito grande como tinha pouco tempo optei por conhecer Ushuaia e El Calafate. Em Ushuaia fiquei no hotel de mesmo nome, que fica no alto de uma colina com uma visão espetacular da cidade. O inconveniente e que fica um pouco distante centro da cidade, normalmente ia a pé (descida) e voltava de taxi. Para os passeios, na avenida principal, a San Martin, você encontrará inúmeras operadoras com diversos passeios a sua escolha. Uma dica, não deixe de ir a Pinguineira. Em Calafate fiquei no Apart Hotel Linda Vista, esse sim fica bem pertinho do centro. Existem dois passeios básicos, a navegação pelos Lagos Argentinos e a visita a geleira Perito Moreno. Espero ter ajudado

    Herbert Terra

  12. Estou planejando minha viagem para a Patagônia em janeiro de 2013. Gostaria de saber informações sobre os hotéis e pacotes turísticos da região. O site é maravilhoso, parabéns. Obrigada

  13. Gostei da descrição da viagem, de todos os relatos este foi o melhor, o mais esclarecedor. Estou indo no dia 20.02 num total de 10 dias. Meu único temor é não ver os picos gelados em Ushuaia ou em Calafate. Um abraço

  14. Oi Mônica! Depende do que você quer fazer, O pessoal da operadora sempre pega você no hotel, nos passeio que leva todo o dia, você só vai usar o carro para se deslocar até os locais de partida, depois ele fica parado o resto do dia. Tem que ver se compensa.

    Abraço

  15. Oi Mônica, tudo bem?

    Bom, tanto o passeio pelos Glaciares quanto o mini trekking levam o dia todo, portanto não é possível fazê-los no mesmo dia. Quanto a roupa, não precisa alugar, você usará as suas, um casaco tipo freece e um anorak são suficientes, se tiver botas de trekking, use-as. O unico equipamento que eles fornecem são luvas, que são obrigatórias, e os crampons para andar no gelo. Caso necessite de outras informações, é só escrever.

    Abraço

    Herbert Terra

  16. Olá! Estou indo para Patagônia em janeiro. Gostaria de saber se podemos fazer no mesmo dia o passeio pelos Glaciares e o minitrekking. Afinal, são 80 km de distância do hotel onde ficaremos. Também estou com dúvidas em relação as roupas para levar. Para fazer o mini trekking precisamos alugar roupa apropriada certo? Aguardo suas dicas. Abs. Obrigada. Mônica.

  17. Mariane, como falamos pelo Face, a operadora que leva ao mini trekking passa antes nas passarelas. A operadora Hielo y Aventura é a única que tem permissão para fazer esse passeio, portanto deve reservar com antecedência. Quanto ao tipo de moeda a levar acho melhor o dólar, é mais fácil de fazer cambio.

    Grande abraço

  18. Olá, mais uma vez nosso próximo roteiro de viagem foi inspirado no to perambulando rsrs Agora iremos fazer patagônia e estamos com algumas dúvidas… Tens como nos ajudar? Primeiro, gostaria de saber se o mini trekking tem acesso ao parque nacional porque queriamos muito ir no mirante dentro do parque para observarmos o glaciar perito moreno! Vi pelas suas fotos que vocês foram, mas estou na dúvida de vocês fizeram somente o mini trekking ou se fizemos o passeio glaciar perito moreno? Qual moeda vocês recomendam levar: dólar ou pesos argentinos? Att, Mariane

  19. Oi Helena, tudo bem?

    Desculpe só responder agora, mas estava perambulando e só hoje pude responder. Vamos lá, em dezembro é uma ótima época para conhecer Ushuaia, principalmente pela proximidade do natal. Quanto ao tempo de permanência, três dias inteiro lá é o mínimo para aproveitar bem.

    Um grande abraço

  20. Boa noite!! Gostaria de saber se vale a pena ir a Ushuaia em Dezembro e qtos dias são necessários para conhecer bem a cidade, incluindo os principais passeios.

    Desde já agradeço Helena

  21. Oi Amanda. El Calafate fica a quase 3000Km de B. Aires, com uma semana só, você irá perder muito tempo indo de ônibus. Acho que Ushuaia e El Calafate merecem pelo menos 3 dias em cada cidade.

    Herbert Terra

  22. oi, tudo bem? voce acha que vale a pena ir para Calafate de onibus de buenos aires? voce acha que o custo vale a pena? eu queria passar 1 semana na argentina, mas nao queria perder a oportunidade de conhecer a patagonia. queria ficar 3 dias em Buenos aires e o restante conhecer a patagonia e ir de la direto para o rio de janeiro. voce acha que vale a pena? é melhor ficar hospedado em calafate ou ushuaia ? obrigada!