Logo Blog de Viagens com Dicas e Roteiros

Ponto alto de nossa viagem a Sergipe, a visita ao Complexo turístico do Cânion do Xingó no Velho Chico, criou uma grande expectativa, pois conheceríamos algo totalmente diferente em pleno Sertão do Nordeste Brasileiro. Ninguém imaginava que aquela área, quase deserta a duas décadas atrás, coberta pela caatinga e pelo Rio Canindé, que corria praticamente seco, se transformaria hoje em um oásis em pleno sertão, com uma vegetação exuberante, tornando-se um grande pólo turístico, que atrai gente do mundo inteiro.

Elas são vizinhas e extremamente belas, estão separadas apenas pelo rio Real. A grande diferença é que uma fica no Estado de Sergipe e a outra no Estado da Bahia. Ambas fazem parte de uma combinação perfeita para quem visita o litoral do sul de Sergipe e do norte da Bahia, pois as duas possuem ruas de areia, dunas para passeios de buggy e praias desertas na baixa temporada e bem movimentadas na alta. Apesar de Mangue Seco ficar Bahia é mais perto conhece-la por Aracaju.

Exprimida entre dois rios, ao sul o Vaza-Barris, e o Sergipe ao norte, Aracaju é considerada, entre as capitais nordestinas, a que possui a melhor qualidade de vida, e não é para menos, possui muitas ciclovias, praias maravilhosas, uma infinidade de bares e restaurantes, uma rede hoteleira bastante diversificada, é muito bem sinalizada e limpa, principalmente na orla, dando a todos que a visitam uma sensação de tranqüilidade.

Sergipe, o menor estado brasileiro, não vive somente da cereja do bolo, o cânion de Xingó, no Rio São Francisco. Na direção do litoral sul, são imperdíveis um passeio a Praia do Saco e Mangue Seco, terra de Tieta, já em terras baianas. E para o litoral norte, Barra dos Coqueiros, Pirambu e o pantanal de Pacajuba são uma boa escolha. Merecem visitas também as cidades históricas de Laranjeiras e de São Cristóvão, antiga capital do estado e ainda o Parque dos Falcões e é claro, o Cânion do Xingó.