Lençóis na Chapada Diamantina, porta de entrada para a aventura - Tô Perambulando

Logo Blog de Viagens com Dicas e Roteiros

Lençóis na Chapada Diamantina, porta de entrada para a aventura

Menu3

Lençóis começou a ser construída em uma época de muita riqueza com o garimpo de diamante na região, sendo conhecida como
a “Capital do Diamante”. Com o fim do garimpo e a criação em 1985 do Parque Nacional da Chapada Diamantina, o turismo tornou-se a maior fonte de desenvolvimento para toda a região.

Chapada Diamantina
Lençóis

A cidade então tornou-se a principal porta de entrada para quem quer conhecer a exuberância e os encantos da Chapada Diamantina. E a natureza foi generosa e caprichou nas belezas naturais. Grutas e cavernas majestosas, lagos com águas transparentes de diversas cores, cachoeiras imponentes, e uma vegetação de rara beleza torna a chapada um lugar único que merece ser visitado.

Chapada Diamantina
Lençóis

A cidade de Lençóis está preparada para receber os visitantes, dispõe de uma boa infraestrutura para receber turistas do mundo inteiro. Possui variados tipos de hospedagem, agências de turismo, culinária regional, nacional e internacional, internet, todos os sinais de celular e um aeroporto localizado a 20 km do centro.

Chapada Diamantina
Aeroporto da Chapada

Como chego nesse lugar?

De Avião

O aeroporto Coronel Horácio de Mattos, em Tanquinho fica a 20 km de Lençóis, 50 km de Palmeiras e 10 km de Andaraí, recebe voos regulares da Azul Linhas Aéreas (0800-884-4040 / http://www.voeazul.com.br/). A Azul voa às quintas e domingos entre Salvador e Lençóis (e vice-versa); o voo tem 1 hora de duração.

De ônibus

A empresa Real Expresso (http://www.realexpresso.com.br) faz a linha
Salvador x Lençóis com vários horários, a partir da rodoviária de Salvador, tem duração de aproximadamente 6 horas e o preços são a partir de R$68,82 (Setembro 2015).

De carro

A partir de Salvador são aproximadamente 420km. Seguir pela BR-324 até Feira de Santana, BR-116 até o entroncamento com a BR-242 e finalmente a BR-242 até o acesso para Lençóis. 12 km separam a vila da BR 242 garantindo assim a tranqüilidade do lugar.

Foto: Guia Chapada Diamantina

Chapada Diamantina
Mapa da Chapada Diamantina

Quando devo ir?

Não existe época boa ou ruim para ir a Chapada, cada uma apresenta uma característica diferente.

De Novembro a Março: Época das chuvas, a chapada estará com grande movimento por ser alta temporada. Você pode pegar muita lama nas trilhas, mas em compensação as cachoeiras estarão com um grande volume de água.


De Março a maio: Sai a chuva e entra o verde, a chapada fica mais viva.

De maio a Setembro: Chove muito pouco e com isso diminui a quantidade de água nas cachoeiras. Também nessa época a Gruta Azul, o Poço Azul e o Poço Encantado recebem a incidência de raios de sol que deixam suas águas azuladas. Uma grande atração nesses locais.

O que tem para fazer?

Lençóis tem atrações para todos os gostos, desde passeios leves e moderados, que pessoas de todas idades podem realizá-los, e até para os que gostam de aventuras mais radicais que requer um bom preparo físico.

A partir de Lençóis pode-se fazer uma infinidade de passeios, entre eles o cartão postal da chapada, que é o Morro do Pai Inácio, os complexos das Grutas da Pratinha e Lapa Doce, o Poço do Diabo e a Cachoeira da Fumaça, que farão parte de outros posts, cabe ressaltar que a visita ao entardecer ao Morro do Pai Inácio, a 30 km pelo asfalto, é o melhor programa para o dia da sua chegada.

Chapada Diamantina
Pôr do sol do alto do Pai Inácio
Chapada Diamantina
Poço do Diabo
Chapada Diamantina
Gruta da Lapa Doce
Chapada Diamantina
Gruta da Lapinha

Se quiser ir à Cachoeira da Fumaça, é mais cômodo programar um pernoite no Vale do Capão. Para ir à Cachoeira do Buracão, programe dois pernoites em Mucugê ou Igatu, viabilizando assim as visitas ao Pantanal de Marimbus na ida e os poços Encantado e Azul na volta.

Várias outras atividades merecem ser realizadas a partir de Lençóis, tais como:


Serrano e Salão de Areias

Uma caminhada de 15 minutos leva você a um dos atrativos mais visitados da cidade. Suas águas escuras descem por pedras e piscinas naturais. Logo acima, fica o Salão de Areias coloridas formadas pela decomposição de rochas e conglomerados de arenito.

Cachoeirinha

Um lindo poço formado pelo rio que corre mansamente, a 2 km da cidade, com uma pequena queda de água proporcionando um delicioso banho.

Cachoeira da Primavera

Acima da Cachoeirinha, escondida entre os rochedos, uma linda cachoeira dá acesso a um mirante que descortina a vista do vale e da cidade.

Ribeirão do Meio

Uma trilha leve e agradável a 45 minutos da cidade leva você para se refrescar nas águas de um maravilhoso poço, perfeito para nadar. Aos mais ousados, o atrativo reserva uma descida emocionante no tobogã natural, conhecido como escorrega.

Cachoeira do Sossego

É a maior cachoeira com aproximadamente 30 metros de altura na última queda, formada pelo Rio Ribeirão do Meio. A trilha de 7 Km saindo de Lençóis leva em média 3 horas. O primeiro terço da caminhada até o rio Ribeirão, é leve. O segundo trecho, subindo paralelamente ao rio, é moderado, já a última parte é mais difícil, e exige bom preparo físico, pois andamos de pedra em pedra no leito do rio, entre cânions até chegar à imponente Cachoeira, uma das mais belas de Lençóis, que forma um enorme poço para um delicioso banho.

Cachoeira Mixila

Um ícone de beleza natural e pouco explorada, ideal para aqueles que gostam de aventura. A caminhada que leva ao local pode ser feita em um dia, mas a maior parte dos guias recomendam passar pelo menos uma noite no local, afinal no seu trajeto são muitos os atrativos. A Mixila possui uma beleza extraordinária e um canyon exuberante escondendo a cachoeira, que deixa qualquer um sem ar de tanta beleza.

Gruta do Lapão

Esta Gruta é considerada a segunda maior gruta de Quartzito do Brasil e está situada a cerca de 5 Km de Lençóis. Para se aventurar caminhando até esta atração, a trilha inicia a partir de Lençóis, andando em torno de 1:40h. Quem preferir pode ir de carro até o portal da Gruta do Lapão com 50 metros de altura. Para os mais aventureiros a travessia pela caverna pode durar até duas horas, dependendo do ritmo de cada pessoa, pois se trata de um percurso considerado moderado com trechos difíceis. No final da Travessia da Gruta está o rio Lapão. Nesta parte é possível descer o rio e se refrescar nas cachoeiras formadas pelas águas do rio.

Serra das Paridas

Partindo de Lençóis a visitação é relativamente de fácil acesso. O complexo está situado a cerca de 36 Km da cidade e o trajeto de uma hora é realizado por uma estrada de terra. Este é um passeio totalmente diferente da Chapada Diamantina, pois a Serra das Paridas , é um complexo arqueológico que remete os visitantes aos primórdios tempos das cavernas. Possui 18 sítios com pinturas rupestres que representam animais, pessoas e figuras geométricas.


Cachoeira do Mosquito

Uma atração inusitada que fica a 60 km de Lençóis, possui uma linda queda d’água de 60m. No local é possível fazer rapel na cachoeira ou apenas contemplar as belezas do lugar, com suas pedras, rio e mata exuberante. O acesso é complicado, pois é feito unicamente por duas fazendas, que cobram R$10 por pessoa para o acesso a essas fazendas.

Muitas dessas atrações podem ser visitadas sem o auxilio de um Guia, mas como as distâncias a percorrer são grande, será necessário ter um carro. Caso a opção seja a contratação de uma operadora sugerimos a operadora Terra Chapada, usamos os seus serviços na primeira vez que estivemos na Chapada para fazer a Volta ao Parque e fizemos o trekking no Vale do Pati com eles, gostamos muito, os guias são experiente e atenciosos e a logística foi perfeita.

Onde posso me hospedar?

Existem uma infinidade de hotéis e pousadas em Lençóis para todos os gostos e $$$. Nessa viagem ficamos na Pousada Raio de Sol bem próximo do centrinho e gostamos muito, afinal na maioria dos casos o hotel é só para dormir (Estamos nos passeios o dia todo), então quartos limpos, uma cama boa e um bom café da manhã é o suficiente. Para escolher o seu hotel em Lençóis clique Aqui.

Onde Comer?

A Rua das Pedras oferece várias opções, uma bem legal para jantar que experimentamos foi O Bodega, são vários pratos a Lá Carte que servem bem duas pessoas. E se você não resiste a uma boa sobremesa indicamos o “Pavê e Comê Sobremesas” da Dona Sônia, ela faz uns doces maravilhosos. Agora se estiver na cidade na hora do almoço, faça como todo mundo e aproveite o bom quilo d’O Bode.

Rua das Pedras
Rua das Pedras

E ai, esse post ajudou? Mande uma mensagem pra gente!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Ola Aldry,

    Desculpe a demora em responder, mas estava viajando.

    Bom, quanto ao marcar passeios quando estiver lá é possível sim, existem muitas operadoras por la. Todas as vezes que estive na Chapada fiz os trekking/passeios com a Terra Chapada Expedições e gostei bastante do serviço deles.

  2. Bom dia,

    Herbet, pretendo ir para chapada em novembro, porém não fechei nada ainda, gostaria de saber c consigo fechar alguns passeios por lá mesmo, tenho muito interesse em trekking e tals, estou meio perdido pois é a primeira viagem sozinho, gostaria tmb saber c tem grupos formados, c tiver algum contato por WhatsApp e tmb c puder me passar para eu realizar essa viagem, muito obrigado.