Logo Blog de Viagens com Dicas e Roteiros

Bonito: Gruta do Lago Azul

Gruta do Lago Azul
Gruta do Lago Azul

Nosso primeiro passeio em Bonito foi conhecer a Gruta do Lago Azul, localizada a quase 20Km do centro da cidade. O nosso grupo estava com hora marcada as 8:00h, então saímos de nossa pousada as 7:00h da manhã, pois já tínhamos reservado esse passeio com antecedência, por ser muito procurado. Esse percurso até o destino final é em sua maior parte realizado em estrada terra, porém em boas condições. O receptivo local, único sob responsabilidade do governo, o restante pertence a particular, conta com: loja de souvenires, sanitários, quiosque de lanches, e estacionamento.

Gruta do Lago Azul
Receptivo

Considerada o cartão postal da cidade de Bonito, esta caverna foi descoberta por um índio Terena em 1924, e tombada pelo Patrimônio Histórico em 1978. Possui em seu interior um lago com águas intensamente azuladas, devido à presença de cálcio e magnésio na água, o que ocorre em toda a região e torna a água pouco recomendada para beber e cujas dimensões a tornam uma das maiores cavidades inundadas do mundo. Em 1992 foi encontrada em seu interior por uma expedição Franco-Brasileira, uma série de fósseis de mamíferos, como a preguiça gigante e o tigre de dente de sabre, que habitaram essa região a milhares de anos atrás.

Gruta do Lago Azul

Antes de começarmos o passeio, uma guia nos explicou todos os procedimentos que deveríamos adotar em todo percurso até o final do passeio. Também foi mencionado que estava Incluso no atrativo, materiais de primeiros socorros e um seguro contra acidentes, e que usaríamos uma toca higiênica e capacete.
Com tudo resolvido, iniciamos o passeio através de uma pequena trilha de aproximadamente 200m até a entrada da gruta, onde uma grande e íngreme escadaria de quase 300 degraus encravados na rocha, equivalente a uns 150m de altura, nos levou até um deque de madeira no final da descida, bem próximo a um lago de águas azuis, cuja profundidade pode chegar a 90 m.

Gruta do Lago Azul

Ficamos no ponto final por aproximadamente uns 10 minutos para depois retornar subindo pela mesma escadaria, e fazer o mesmo caminho percorrido inicialmente até o receptivo do atrativo. Durante a descida com algumas paradas para fotos, explicações da guia e contemplação das várias formações rochosas existentes, não só do teto, como também do solo, apresentadas em diversas formas e tamanhos, que despertam a atenção não só dos turistas, mas também de pesquisadores do mundo inteiro. São os chamados espeleotemas, que é o resultado da sedimentação e cristalização de minerais dissolvidos na água. Sua ocorrência é mais comum nas rochas carbonáticas (compostas de calcário, mármore e rochas dolomíticas). Vários espeleotemas são apresentados a todos, podemos citar os de maior ocorrência no interior da caverna, como as estalactites, estalagmites e as colunas. As estalactites são formadas a partir do teto da caverna, pelo gotejamento da água e as estalagmites, são formações que crescem a partir do chão e que vão em direção ao teto, formadas pela deposição de carbonato de cálcio arrastado pela água que goteja da superfície superior. Essas formações levam milhares de anos para se formar, e algumas estalactites ficam tão grandes e pesadas que podem se desprenderem do teto. E realmente é nessas ocasiões que lembramos a eficácia do uso do capacete na exploração das cavernas.
Gruta do Lago Azul

No lindo lago o mergulho não é permitido, apesar da vontade de todos em se refrescarem em suas águas cristalinas. O lago é o habitat de um minúsculo crustáceo tão frágil, aliás, o único ser vivo de suas águas, sendo ele o responsável pela sua água tão limpa e transparente, uma razão mais do que aceitável para a proibição.

IMG_1678

Esse atrativo é um passeio contemplativo por dentro da caverna ocupando apenas algumas horas do dia e pode ser conjugado com outra atividade antes ou depois.
Outras grutas que podem ser visitadas em Bonito, são as de São Miguel, São Mateus e o Abismo Anhumas.

Dicas da Gruta do Lago Azul

  • Preço: R$ 45,00. O preço do passeio não inclui transporte. Todos os passeios são tabelados.
  • Idade mínima recomendada: 5 anos
  • Distância Centro: 19 km
  • Duração: aproximadamente do passeio: 90 min
  • Observações e normas ao respeito do passeio:
  • Uso de tênis obrigatório.
  • É necessário um acondicionamento físico moderado.
  • Passeio não recomendado para pessoas com labirintite ou qualquer dificuldade de locomoção por razão da altura e da escadaria.
  • Há um número limitado de visitantes por dia, em grupos de no máximo 12 pessoas mais um guia local.
  • Durante o mês de Dezembro, os raios de sol chegam à superfície do lago. Nessa época, a visitação é muito concorrida.

O que levar

-Tênis ou botas de caminhada, roupas leves, máquina fotográfica e dinheiro para consumos extras.
-É proibido uso de chinelos no passeio.

Veja Também:

Bonito: Roteiro de cinco dias

Bonito: Fazenda San Francisco

Bonito: Cachoeira do Rio do Peixe

Bonito: Trilhas e Cachoeiras da Boca da Onça

Bonito: Flutuação no Rio da Prata

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *