Logo Blog de Viagens com Dicas e Roteiros

Como é o passeio a Vinícola Concha y Toro no Chile

vinícola concha y toro

Passear no Chile é bom demais e para os amantes do vinho é melhor ainda. A topografia aliada ao clima e um solo propício, produzem um excelente ambiente para o cultivo de uvas. Esses fatores acarretaram no surgimento de várias vinícolas, fazendo com que o país ocupe uma posição de destaque no cenário mundial na produção de bons vinhos. Centenas dessas vinícolas são abertas à visitação pública, criando assim um novo segmento para o turismo no Chile, o turismo de vinho.

Concha y toro

Para conhecer de perto a fabricação dos vinhos, existem vários tours às vinícolas, em diferentes regiões do país. Hoje o Chile concentra sua produção em quatro regiões principais: Valle del Maipo, Valle de Casablanca, Valle de Aconcagua e Valle de Colchágua. E para realizar completamente esse roteiro pelas melhores vinícolas do Chile, existe a já famosa Rota dos Vinhos. Há muitas opções para visitação, como um tour de bike pelos vinhedos, ou participação na colheita ou até mesmo participar pisando nas uvas, ou simplesmente conhecer o processo de fabricação. Em todas essas formas existe a opção de almoçar nas vinícolas, ou até mesmo se hospedar em algumas propriedades.

vinícola concha y toro

Caso esteja sem tempo para este roteiro completo a sugestão é um tour de meio dia em vinícolas bem próximas a capital, um bate e volta. E a região que fica perto e fácil de ser percorrida é o Valle del Maipo, distante apenas a 20km ao sul da capital. A maioria dos turistas, e entre eles os brazucas, preferem conhecer as vinícolas Concha y Toro ou a Cousiño Macul, justamente por ficarem nas proximidades de Santiago.

Como é a visita a Vinícola Concha y Toro

Realizamos um tour guiado, agendado com antecedência, pela Vinícola Concha y Toro, localizada em Pirque, região metropolitana de Santiago. A vinícola oferece dois tipos de tours, o tradicional e o Marques de Casa Concha, optamos pelo primeiro. Esta vinícola extremamente popular é a maior e mais famosa do país, produz 12 marcas de vinhos, exporta para mais de 100 países, e possui dezenas de vinhedos espalhados por todo Chile, além disso é a preferida dos brasileiros, pois o custo x benefício é ótimo e o tour é em português e com guias brasileiros.

vinícola concha y toro
Vinícola Concha y Toro
vinícola concha y toro
Vinícola Concha y Toro

Iniciamos o tour percorrendo a imensa propriedade, passeando pelos jardins com o belo casarão amarelo, cercado por um lindo lago, onde viveu Don Melchor Concha y Toro. Conhecemos toda história da família que fundou a vinícola no final do século XIX. Visitamos os vinhedos, com uma imensa variedade de uvas que são cultivadas pela vinícola, que se espalham pelo vale até perder de vista, chegando a base da Cordilheira dos Andes.

vinícola concha y toro

Depois do percurso externo e da explicação do guia sobre os tipos de uvas e do processo de produção dos vinhos, acontece a primeira degustação, um Sauvignon Blanc da Concha y Toro, um vinho branco da marca TRIO. Após seguimos para a parte interna, as bodegas, onde o vinho é envelhecido em barris de carvalho por meses, no escuro. Primeiro para a bodega de guarda e depois para a bodega mais interessante, que é a da Casillero del Diablo, onde Don Melchor armazenava os melhores vinhos.

vinícola concha y toro

vinícola concha y toro

Ali assistimos um vídeo, que conta toda história do proprietário que percebeu que garrafas estavam desaparecendo misteriosamente, então ele inventou que um diabo morava ali, isto só para assustar os funcionários que roubavam essas garrafas. Daí que surgiu o nome do vinho. O tour inclui ainda mais degustações, onde experimentamos o Merlot, Carménère e um Cabernet Sauvignon. E no final o visitante leva sua taça de vinho de lembrança, com o nome da vinícola. Na propriedade há ainda uma loja para comprar vinhos e outros acessórios.

vinícola concha y toro

Como chegar a Vinícola Concha y Toro

Endereço: Avenida Virginia Subercaseaux, 210, Pirque, Telefone: 56-02-476-5269
Horário: Diariamente, das 10 às 17h
De transporte público
Pegar a linha 4 (Azul) e seguir até a Estação Las Mercedes ( Veja aqui o mapa do Metrô de Santiago ). Uma vez fora do trem, saia da estação terminal, pegue a saída que diz “Concha y Toro Ocidente”. Ai é só pegar um táxi até a vinícola por $4.000 pesos (R$15,00).
Outra opção é na saída do metrô pegar o metrôbus nº 73, 80 e 81. A passagem do ônibus custa 600 pesos. Do metrô até à vinícola de táxi são cinco minutos. De ônibus, uns 15 minutos. O percurso todo de metrô e de ônibus, em torno de 1h30m.

Usando os serviços de uma operadora de turismo
Essa foi a nossa opção. Como reservamos vários passeios conseguimos negociar um preço bem em conta. A operadora que contratamos foi a Viagem Chile, e gostamos muito dos serviços deles.

Mais informações: https://www.conchaytoro.com

Outra Vinícula

Se estiver indo a Valparaiso e Viña del Mar aproveite para conhecer a Vinícola Emiliana, que produz vinhos orgânicos, localizada no Valle Casablanca, a apenas 50 minutos de Santiago. Na Vinícola é possível fazer 2 tours. O Tour Premium, é realizado um passeio pelos jardins, onde também estão animais nativos como llamas e aves e explicação sobre os tipos de vinho e do solo, variedades plantadas e características climáticas do vale.

O Tour Gê tem como objetivo superar as expectativas dos visitantes. Nesse tour, está incluído todo roteiro do Tour Premium e mais um passeio nas instalações, no qual se explica claramente os princípios da agricultura orgânica e biodinâmica, e depois a experiência de degustação. Sempre liderado por um sommelier, os visitantes podem provar quatro vinhos premium, um de cada uma das linhas, emparelhado com queijos ou chocolates orgânicos, terminando com nosso ícone, o vinho Gê. Mesmo que você não tenha interesse em fazer o tour, mas quer conhecer a vinícola, você pode por conta própria também, sem qualquer custo. Não é necessário agendar qualquer tour, basta chegar lá de carro e entrar para conhecer a propriedade. E saiba que a simples visita à Emiliana já é um passeio que vale a pena, pois a sua estrutura é extremamente charmosa e o lugar é lindíssimo.
Mas uma coisa é certa, você não pode deixar de conhecer pelo menos um vinícola em sua passagem pelo Chile.

Dicas

  • Você pode levar para o Brasil até 16 garrafas de 750ml (ou 12 litros), quantidade liberada sem impostos. Cuidado para não ultrapassar o peso estabelecido pelas companhias áreas que é de 23 quilos.
  • É importante agendar com antecedência os tours pelas vinícolas, as vagas são limitadas. Praticamente todas as agências de turismo de Santiago realizam este passeio.

Como estávamos hospedados em Santiago, realizamos um roteiro de apenas um dia para conhecer as cidades de Valparaiso e Viña del Mar, o já conhecido “bate e volta” dos brasileiros, porém se você tiver tempo e com as economias em dia, vale muito a pena reservar um dia inteiro para cada uma delas. As duas cidades estão a pouco mais de 100 Km da capital e são banhadas pelo Oceano Pacífico, formando a região litorânea mais famosa do Chile. Valparaíso é conhecida como Valpo, e surpreende a todos pelos cerros, arquitetura, história e gastronomia, já a charmosa Viña del Mar, se destaca pelas praias, jardins e casas de veraneio.

Fizemos esse passeio através de uma agência, os preços variam pouco, porém se você agendar alguns passeios com a mesma agência e pechinchar, pode obter um bom desconto.

Na ida, no Vale de Casablanca, você encontrará ao longo da Ruta 68 várias vinícolas na rota dos vinhos de Casablanca, com destaque para a Veramonte, Emiliana e Indomita. As vinícolas começam a aparecer após cerca de uma hora de viagem. Ficam a aproximadamente 70 km da capital ou 50 Km de Valparaíso.

Estradinha que leva a vinícola

Visitamos a Vinícola Emiliana, com seu reconhecido processo de fabricação de vinhos orgânicos, onde é possível realizar 2 tours: O Tour Premium e o Tour Gê. No Premium é realizado um passeio pelos jardins, onde também estão animais como llamas e aves e explicação sobre os tipos de vinho e do solo, variedades plantadas e características climáticas do vale, já o Tour Gê além de incluir todo roteiro do Premium, você conhece as instalações da vinícola, no qual é explicado claramente os princípios da agricultura orgânica e biodinâmica, e depois a experiência de degustação.

Mesmo que você não tenha interesse em fazer o tour, mas quer conhecer a vinícola, você pode por conta própria também, sem qualquer custo. Não é necessário agendar algum tour, basta chegar lá de carro e entrar para conhecer a propriedade. E saiba que a simples visita à Emiliana já é um passeio que vale a pena, pois a sua estrutura é extremamente charmosa e o lugar é lindíssimo.

De novo na estrada chegamos a cidade portuária de Valparaiso, com seu centro histórico considerado Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco, a cidade possui de um lado o Oceano Pacífico com seu importante porto marítimo e do outro, vários cerros com lindas casinhas coloridas amontoadas, que mais parece uma favela, onde reside aproximadamente 80% da população, fazendo uma espécie de barreira para a área urbana da cidade.

Valparaiso

Subimos primeiro de van o Cerro Bellavista para conhecer uma das atrações da cidade, uma das 3 casas do poeta Pablo Neruda, La Sebastiana, a Casa Museu de Pablo Neruda. Na casa, que pode ser visitada mediante pagamento de uma taxa de entrada, há pinturas e objetos pessoais do poeta, porém o acesso a área externa da casa, onde se encontra um centro de informações turísticas e um mirante com uma vista panorâmica muito bonita da cidade, é gratuita. Essa visita pode ser realizada diariamente, excetos às segundas-feiras. Para maiores informações acesse o site da Fundação Neruda.

Casa de Pablo Neruda

Deixamos La Sebastiana e continuamos nosso passeio pela parte alta para conhecer outros cerros como o Concepción e o Cerro Alegre. Os cerros, realmente são encantadores e uma atração à parte. Paramos em alguns mirantes de onde se obtêm uma linda imagem da cidade em vários ângulos.

Quem estiver com tempo vale muito caminhar pelas escadarias, becos e ruelas, onde encontramos novas surpresas a cada instante e sentir a magia do lugar, apreciando as casas multicoloridas, algumas com arquitetura, que lembram muito os pequenos vilarejos europeu, outras grafitadas com belas gravuras, ou até mesmo almoçar ou jantar, ou simplesmente saborear um gostoso café em algum estabelecimento ali existente.

Cabe ressaltar que um dos atrativos de Valparaíso, são os 16 ascensores que ligam a parte baixa a parte alta, distribuídos em vários pontos da cidade, que facilitam a locomoção de moradores e turistas, pois muitos lugares da cidade são inacessíveis por transportes coletivos e subir a pé costuma ser complicado e muito cansativo. Alguns tem importância para os turistas como o ascensor Artilleria, que parte da Plaza Weelwright e chega ao Paseo 21 de Mayo, que é o acesso para quem vai ao Museu Naval e Marítimo, ou ascensor barón, que parte do famoso Mercado Persa e chega ao Paseo Mirador Diego Portales com sua bela vista da baia. Tem o ascensor concepción, inaugurado em 1883, foi o primeiro a ser construído, e parte da Rua Prat, próximo do reloj Turri e chega ao morro mais conhecido da cidade o Cerro Concepción, no lindo Paseo Gervasoni com uma vista esplendorosa da Valparaíso e o também o ascensor el peral, inaugurado em 1902, que parte da Plaza Justicia chegando Paseo Yugoeslavo no Cerro Alegre. Há outros que ainda estão em pleno funcionando, e que apesar do abandono valem um passeio pela beleza indiscutível da paisagem, porque cada um tem sua particularidade. Mas infelizmente há alguns que não estão funcionando. Entretanto é quase impossível você visitar a cidade e não passear em pelo menos um, pois é um atrativo que você não pode deixar de conhecer.

Valparaiso
Armada del Chile

Partimos para conhecer a parte baixa da cidade, parando na Plaza Sotomayor, a principal da cidade, pertinho do porto de Valparaíso. Esta praça possui no centro o lindo Monumento aos Heróis de Iquique, que homenageia os marinheiros que perderam a vida em combate naval e ao redor belos prédios que contam um pouco a história deste lindo País, como os prédios da Armada do Chile, do Corpo de Bombeiros, além do belo e moderno prédio da Companhia SudAmericana de Vapores (CSAV) que mantém preservada a antiga fachada. Ali próxima fica também o imperdível Palácio Baburizza.

Posteriormente passamos pelo porto e pela Plaza Victoria para ver a Catedral de Valparaíso e o Congresso Nacional.

Deixamos Valparaiso e seguimos para Viña del Mar, e logo na entrada da cidade paramos no tradicional e famoso cartão-postal, o Relógio das flores, construído para o evento da Copa do Mundo de 1962, quando Viña del Mar foi uma das cidades-sede e o Brasil tornou-se bicampeão mundial de futebol, realizando um jogo nesta cidade.

Viña del mar
Relógio das Flores

Depois do almoço fomos observar uma colônia de leões marinhos que ficam em pedras que beiram a praia e voltando em direção ao centro, observamos muitos apartamentos inclinados nas encostas dos morros que de longe mais pareciam uma escadaria. Caminhamos pelo lindo calçadão repleto de jardins floridos junto as praias banhadas pelo Oceano Pacífico.

Conhecemos o Casino de Viña Del Mar, o mais antigo e tradicional do Chile, com muitas máquinas e mesas de jogos, localizado junto a um grande hotel. Logo a seguir paramos no Museu Fonck com sua belíssima fachada, que apresenta exposição permanente de peças da cultura Rapa Nui e no jardim do museu um moai original, aquelas esculturas gigantes típicas da Ilha de Páscoa.

Cassino de Viña del Mar
Moai original.

Não deixe de conhecer também em Viña del Mar o Parque Quinta Vergana e o Palácio presidencial de Cerro Castillo, uma construção em estilo neo-colonial, é a casa de veraneio dos presidentes chilenos e lugar de reuniões ministeriais e diplomáticas.

Texto Valdir Neves.

Dicas de Valparaíso e Viña del Mar

Como chegar

Carro: O caminho para Valparaíso e Viña del Mar é a Ruta 68.
Agências: Em Santiago há muitas agências que realizam esse passeio.
Por conta própria: Seguir de metrô até a estação Universidade de Santiago de onde partem ônibus do Terminal Alameda, ou seguir para o Terminal Pajaritos, e descer na estação do metrô do mesmo nome. Os ônibus saem de 15 em 15 minutos para qualquer um dos dois destinos. Várias empresas de ônibus que realizam esse percurso, sendo a mais recomendada a Turbus. Acesse o site das empresas de ônibus para ver valores atualizados e comprar os bilhetes online. As duas principais empresas são Pullman e Turbus.
Para ir de Valparaíso até Viña Del Mar (9 Km) utilizar o metrô de superfície. Basta você comprar na bilheteria um cartão recarregável. A viagem é rápida e agradável, porque tem um trecho com vista para o mar. Leva menos de 15 minutos.

Outras dicas

Importante: A Tours 4 Tips oferece em Valparaiso, um passeio de caminhada de 3 horas do porto até o alto dos cerros, e você paga (gorjeta) exatamente o que você acha que a experiência valeu. Nada mais, nada menos. Se por acaso você não ficar satisfeito no final, você não precisa pagar um único peso. Somente caminhando você irá descobrir todo Patrimônio de Valparaíso. Os guias freelance partem todos os dias às 15h da Plaza Sotomayor, este serviço também é oferecido em Santiago. Para maiores informações entre no site https://tours4tips.com/.
Castillo Wulff – A entrada é gratuita e lá dentro é possível admirar móveis antigos. Os horários para visitas são de Terça à Domingo das 10:00 às 13:30 e das 15:00 às 17:30h.
Outras dicas
– As melhores opções de almoço estão em Viña del Mar, pois conta com uma variedade de restaurantes e bares.
– Visitar a Vinícola Emiliana é uma atividade perfeita para ser realizada no dia que você estiver à caminho de Valparaíso ou Viña del Mar. Para fazer um Tour na Emiliana: É preciso fazer reserva antes pelo email: wineshop@emiliana.cl

Veja outros Posts sobre o Chile

Roteiro de onze dias pelo Chile

10 lugares imperdíveis da capital chilena

A bela região de Cajón del Maipo no inverno Chileno

Farellones e Valle Nevado, um dia para brincar na neve

Gostou? Compartilha!

Gostou? Compartilha!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  1. Muito bom o roteiro e fotos maravilhosas dos amigos! sugiro a degustação nesta vinícula e recomendo agendar o horário lá mesmo para a Adega do Casillero del Diablo com sua história (em Português) misteriosa, que conta sobre a origem do vinho famoso,tudo teatralizado em audio e iluminação especial.

Conversa com o Editor...

Você sabia que pode fazer as suas reservas de viagem aqui? É só acessar um dos links abaixo dos nossos parceiros, você não paga nada mais por isso e ainda nos ajuda na manutenção do Blog. Pense nisso na sua próxima viagem!!!
Obrigado!
Herbert Terra


Faça sua reserva de hotel pelo Booking.com , o maior site de reserva do mundo. É fácil, rápido, seguro e ainda tem muitas opções com cancelamento grátis e você ainda encontra os melhores preços. Sempre uso o booking nas minhas reservas.

Booking.com

Vai viajar? Não esqueça o seguro! Não é muito caro e ainda evita perrengues nas suas viagens. Use o comparador da SEGUROS PROMO para escolher seu seguro com o menor preço.
Ah! Você ainda ganha 5% de desconto usando o cupom TOPERAMBULANDO5. Aproveite!

Alugue seu carro aqui com a RentCars! Ela compara os preços de centenas de locadoras mostrando os melhores preços para o carro de sua escolha. Compare!!