Logo Blog de Viagens com Dicas e Roteiros

Desta vez o destino escolhido foi a Patagônia Argentina. Localizada no sul da América do Sul, abrangendo quase dois terços dos territórios da Argentina e do Chile. São quase 800.000 quilômetros quadrados de território virgem, pouco explorado e de escassos habitantes. Uma região riquíssima em recursos naturais de incomparável beleza, fazendo deste lugar um dos mais belos do planeta. Foi nesse cenário que chegamos a Ushuaia, para iniciar uma viagem de 4 dias pela capital da Terra do Fogo.

A cidade de Santiago foi à última etapa da nossa viagem pela Bolívia e Chile. Foram 13 dias inesquecíveis em companhia dos nossos filhos, ter a companhia deles nesses dias da viagem foi para nós um privilégio. Não é qualquer dia que pai e filho podem juntos curtir uma grande aventura.

O Deserto de Atacama, foi a terceira etapa da nossa viagem pela Bolívia e Chile. Depois de cruzamos o Deserto de Sioli no sudoeste da Bolívia, passando pelas Lagunas Verde e Colorada, e entramos no Chile. Com cerca de 200 Km de extensão, é considerado o deserto mais alto e mais árido do mundo, pois chove muito pouco na região, em consequência das correntes marítimas do Pacífico não conseguirem passar para o deserto, por causa de sua altitude.

O Salar de Uyuni foi a próxima etapa da viagem pela Bolívia e Chile. Com 12.000 km², é a maior planície salgada do mundo. Está localizado no sudoeste da Bolívia quase na fronteira com o Chile, no Departamento de Potosí, a uma altitude de 3650m.
Segundo o site Wikipédia, a cerca de 40.000 anos atrás, a área era parte do Lago Michin, um gigantesco lago pré-histórico. Quando o lago secou, deixou como remanescentes os atuais lagos Poopó e Uru Uru, e dois grandes desertos salgados, Coipasa (o menor) e o extenso Uyuni.

La Paz é a capital mais alta da América do Sul. Encravada na boca de um vulcão extinto, reserva muitos atrativos para os mais aventureiros. No alto dos seus 3640 metros de altitude é possível observar as montanhas ao redor, quase todas acima de 5000 metros e com seus cumes nevados. Embora Sucre seja a capital do país, o governo tem a sua sede na cidade, que é considerada a capital administrativa da Bolívia.

Conhecer Machu Picchu era um sonho antigo, eu e o Valdir Neves, companheiros de inúmeras caminhadas, sempre sonhávamos com isso, mas sempre esbarrávamos com algum problema. Muitas vezes planejávamos a viagem, mas, os filhos ainda pequenos, convenciam-nos a mudar de itinerário para passar as férias na praia, em família. O tempo foi passando…