Logo Blog de Viagens com Dicas e Roteiros

Perambulando pela Europa – Pisa

A Torre Inclinada é um dos principais cartões-postais da Itália

11º Dia: Pisa – Itália

Deixamos Nice em direção a cidade de Roma, mas antes da capital da Itália, decidimos fazer um desvio para dar uma passadinha em Pisa para conhecer a sua famosa torre inclinada. Percorremos aproximadamente 350 Km em 03:30h, primeiro pela autoestrada A10 e depois a A12 atravessando centenas de pontes e túneis e observando grandes vinhedos e uma vasta plantação de oliveiras em ambos lados da pista. Notamos também um grande número de castelos no alto das colinas. Na A10 cruzamos a fronteira italiana na altura da cidade de Ventimiglia, depois passamos pela entrada das cidades de San Remo e Varese , e nas proximidades da cidade portuária de Gênova pegamos a A12, passando por Levante e finalmente Pisa na região da Toscana. Como Pisa não estava no nosso roteiro por falta de tempo, não conhecemos o centro histórico da cidade e seguimos direto para a parte murada, parando antes num imenso estacionamento onde descemos e pegamos aquele ônibus grande e sanfonado, com permissão exclusiva para nos deixar bem próximo da Piazza dei Miracoli, onde se concentram os principais monumentos. Caminhamos um pequeno trecho sempre acompanhando a grande muralha medieval que cerca todo este complexo, com muitas barracas vendendo todo tipo de coisas, principalmente artesanatos, lembrancinhas e malas. Gente a imagem que vislumbramos quando chegamos no portão de entrada da muralha foi algo indescritível, todo aquele conjunto arquetetônico de mármore branco proporcionando uma visão panorâmica realmente espetacular, aquela que só vemos na realidade em cartão postal e que não nos dá a noção exata da grandiosidade de todo aquele complexo, que só ao vivo podemos obter. Estávamos lá diante da monumental catedral e da magnífica torre inclinada desfrutando daquele momento mágico, de inigualável beleza. Um colírio para os nossos olhos. Turistas em profusão se aglomeravam por toda Piazza do Duomo, para ver de perto não só a torre, como também os demais atrativos. Fotografias eram tiradas por todos em diferente ângulos e direções, não faltando aquela tradicional foto que todos tiram empurrando a Torre de Pisa.

A Praça do Duomo em Pisa, também chamada de Campo dei Miracoli, é reconhecida como símbolo da potência medieval e abriga um magnífico conjunto arquitetônico construído entre os séculos XI e XIII. Conhecido como as Quatro Maravilhas de Pisa, o conjunto da praça é composto pela Catedral de Santa Maria Assunta, que abriga lindíssimos quadros, mosaicos e esculturas; o Campanário, também conhecido como Torre inclinada de Pisa; o Batistério, considerado o maior da Europa, apresentando motivos decorativos orientais; e o Camposanto, o antigo cemitério com espetaculares afrescos históricos, além do Museo dall’ Opera.

A Torre Inclinada é um dos principais cartões-postais da Itália e é a edificação mais conhecida de Pisa. A alguns anos atrás a Torre era um monumento acinzentado pela poluição, aberto a quem quisesse galgar seus degraus, hoje, totalmente restaurada, apresenta seu mármore branco e tendo seu ingresso controlado, pois apenas trinta pessoas podem subir suas escadarias a cada vinte minutos. A altura do solo ao topo da torre é de 55,86 metros no lado mais baixo e de 56,70 metros na parte mais alta, possuindo 295 degraus.

Ela foi construída para ser o Campanário da Catedral. Embora destinada a ficar na vertical a torre começou a desalinhar desde o início de sua construção em 1173 por ter sido erguida em um solo arenoso e em 1995 já somava uma inclinação de mais de cinco metros. Graças a recentes obras poderosas de engenharia avançada reverteram alguns centímetros a sua inclinação e a torre voltou a ser aberta para visitação. Quem tiver coragem pode se aventurar pelas suas escadarias até o topo, porém se preferir apenas observe os arcos de sua fachada de longe… Vai que ela resolva inclinar mais um pouco exatamente na hora de sua visita. Hehehehe.

Outra atração que visitamos foi a Catedral de Santa Maria Assunta, localizada no centro da Praça do Duomo, a Catedral é um magnífico exemplar da arquitetura românica da região e é tida como uma das construções mais belas da Toscana . Conhecida como Catedral do Duomo, a igreja foi projetada inicialmente no século XI, pelo então arquiteto Buscheto, tendo sido decorada por famosos artistas de vanguarda da época. Sua fachada é revestida em mármore cinza e branco, e decorada com mármore colorido embutido. Depois passamos pelo Batistério, em forma circular, mistura os estilos românico e gótico, pelo Camposanto (cemitério) que é o quarto ícone abrigado no interior dos muros medievais que compõe o Campo dei Miracoli. O prédio, de forma retangular, é ornado por arcadas de mármore e foi bombardeado na Segunda Guerra Mundial onde alguns de seus afrescos foram destruídos. Não deixe de visitar também O Museo dall’Opera ocupa a antiga casa paroquial da catedral e exibe objetos retirados da própria igreja, do Batistério e do Camposanto. O acervo também inclui peças retiradas de ruínas romanas e etruscas.

Almoçamos num dos muitos restaurantes existentes ali mesmo, passamos na feirinha de artesanato onde lembrancinhas como chaveiros da torre, além de muitas malas, acreditem, muitas malas foram compradas e retornamos ao ônibus para prosseguir a viagem com destino a Roma. Deixamos Pisa e pegamos a autoestrada A1 e depois de percorrer cerca de 370 Km em 03:30h chegamos a capital italiana e do antigo mundo ocidental.

Veja as Fotos

As dicas para quem vai a Pisa

Como Chegar

Os trens rápidos param apenas na estação principal, Pisa Centrale. Duas linhas de ônibus levam à Torre: a LAM Rossa (desça na parada Via Cameo/Piazza Camin) e a linha 4 (desça na parada Piazza Arcivescovado). Compre sua passagem numa banca de jornal. O ticket válido por uma hora custa €1; o de 4 horas, €1,60, o ticket giornaliero, que dá direito a transporte público o dia inteiro, €3,05. Dá também para ir caminhando; são 20/25 minutos de pernada. Os trens regionais param também em Pisa San Rossore e neste caso, você está em casa: são cinco minutinhos a pé.

O que fazer

O ingresso para a Torre custa 17 euros pela internet e 15 euros no local. A visita à Catedral custa 2 euros (mas é gratuita entre 1º de novembro e 28 ou 29 de fevereiro). As demais atrações da praça custam entre 5 euros (visita a um monumento à sua escolha) até 8 euros (visita aos 4 monumentos — Batistério, Camposanto, Museu dos Rascunhos e Museu da Obra). A bilheteria aceita cartões de crédito. Os monumentos funcionam até 16h30 ou 17h no auge do inverno e até 20h no auge do verão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Conversa com o Editor...

Você sabia que pode fazer as suas reservas de viagem aqui? É só acessar um dos links abaixo dos nossos parceiros, você não paga nada mais por isso e ainda nos ajuda na manutenção do Blog. Pense nisso na sua próxima viagem!!!
Obrigado!
Herbert Terra


Faça sua reserva de hotel pelo Booking.com , o maior site de reserva do mundo. É fácil, rápido, seguro e ainda tem muitas opções com cancelamento grátis e você ainda encontra os melhores preços. Sempre uso o booking nas minhas reservas.

Booking.com

Vai viajar? Não esqueça o seguro! Não é muito caro e ainda evita perrengues nas suas viagens. Use o comparador da SEGUROS PROMO para escolher seu seguro com o menor preço.
Ah! Você ainda ganha 5% de desconto usando o cupom TOPERAMBULANDO5. Aproveite!

Alugue seu carro aqui com a RentCars! Ela compara os preços de centenas de locadoras mostrando os melhores preços para o carro de sua escolha. Compare!!